Servidores de Jesus

Grupo Espírita em Niterói-RJ

Tag: jesus (page 1 of 2)

Noite Escura

Quando resolvemos devassar o nosso interior, atravessamos a noite escura que nos assusta e atormenta. Nesta escuridão encontram-se todos os fantasmas e horrendas figuras criadas por nós mesmos ao longo da evolução do espírito, que se perde, igualmente, na noite escura do tempo.

Entretanto, ao se perceber atravessando seu escuro deserto, não se
esqueça de que o Mestre caminha conosco lado a lado.


Ao se deparar com uma criatura fantasmagórica, que, por ora, ainda não é capaz de enfrentar, olhe para Jesus e diga: me ajude a passar. O Mestre, então, mãos dadas conosco, ajudará no difícil transe.

Momentos haverá em que conseguiremos algum sucesso diante das investidas que nos chegam de assalto na escuridão de nossa noite, em outros, no entanto, sucumbiremos bastas vezes. Faz-se importante não desdenhar a presença do Mestre.

Lembre-se, houve um tempo em que tudo parecia calmo e claro. As
dificuldades eram vencidas à luz do dia. Mas, com a graça de Deus,
avançamos alguns passos rumo à Eterna Luz, a qual não é possível chegar sem atravessar nosso deserto interior e a escuridão do nosso núcleo espiritual.


Já adestramos alguns sentidos que nos possibilitam enxergar no escuro.

Falta, agora, adestrarmos os sentimentos, para que consigamos acolher com amor nossos monstros internos, quais o egoísmo e o orgulho que são as matrizes principais de todos os nossos padecimentos.
Mas Cristo está conosco e nos ampara a cada momento, a cada respiração.

Quando, enfim, a escuridão acabar, como quem sai de um túnel, tornaremos a ver a luz, tão radiosa quanto o sol, a nos iluminar a fronte e clarear a verdadeira Vida.

Há muitas moradas na casa de meu Pai. Sigamos confiantes com a misericórdia suprema de Jesus.

Muita paz!

O mundo novo

O mundo dará um salto quântico quando sua população abandonar o velho hábito alimentar vigente hoje. O canibalismo inconsciente traz terríveis consequências para o corpo e também para a alma. Reformar as gerações futuras para essa nova educação se faz mister em escolas e educandários da alma. Somos todos responsáveis pelo futuro do Planeta. Todos os habitantes merecem viver. Mais do que isso, precisam não ser exterminados e deixar de serem fabricados em massa, servindo a uma linha de produção que enriquece materialmente ao produtor e dementa severamente o consumidor distraído, que se vê quase obrigado a consumir sempre mais.

Quando a compaixão pelos irmãos animais ressoar na alma dos filhos da carne, eles se compadecerão de todo o resto. Quando o homem
verdadeiramente amar a Natureza tudo será belo e ele não mais conseguirá mover-se sem pensar no impacto gerado por essa movimentação.

Jesus nos recomendou que amássemos uns aos outros, mas fomos sempre selecionando a quem amar. Jesus recomendou que perdoássemos e que não julgássemos, mas a nossa atitude inclemente para com os animais é não perdoar sua condição de vulnerabilidade e submissão; e decidir que devemos nos utilizar deles de forma cruel e predatória é condená-los em um julgamento sem direito à defesa.

Toda a humanidade é englobada em um só coração. Precisamos
urgentemente aprender que o coração a pulsar nos bois e coelhos, cães e gatos e lindas cotovias é o mesmo que bate em nosso peito e anseia pela vida.

Vida em abundância é vida feliz, mas a felicidade sem pecha só pode
acontecer se não resultar do sofrimento de outrem, seja quem for.

O trabalho que vem sendo desenvolvido é de suma importância e de extrema beleza. O belo consiste em respeitar e admirar todas as formas de vida. Olhar-se no espelho e ver refletida a Terra inteira é ver o belo em nós.


Nossos votos são de consciências sendo despertadas mais e mais a cada dia para que no grande cântico da natureza possamos entoar em forma de música: Somos todos um com o Pai!

Um servo dedicado
04/06/19

Regresso ao Pai

Na noite escura da alma, o espírito imortal que ontem sorveu o amargo
cálice do engano e da discórdia, hoje se prepara para o acerto, onde cada coisa deve retornar a seu lugar.

Espíritos errantes que somos, temos todos contas a ajustar e débitos aos quais não podemos nos esquivar. Feliz daquele que assumindo essa
consciência sabe que deve trabalhar com afinco na seara do Mestre.

Disse Jesus que não nos libertaríamos do jugo carnal enquanto não
pagássemos o último ceitil. Esse conceito está para muito além de nossos destinos errados. Ele remonta a uma ancestralidade a qual não possuímos conhecimento por nos faltarem recursos, sejam mnemônicos, emocionais ou psíquicos. Circunstâncias de nosso Eu maior que se perdem na dimensão espacial em que vivemos porque nos transformarmos em um Eu menor e nos materializamos ao ponto de nos perdermos da fonte criadora da vida.

Eis que, no entanto, é chegado o momento de retomarmos nosso caminho de ascensão evolutiva. Mas para isso é necessário resgatar nossa dívida inter e extra planetária. Nosso saldo cósmico precisa ser positivado perante nosso desenvolvimento espiritual.

O Pai nos aguarda de braços abertos para a grande reunificação que se dará com a grande remissão dos povos e a reintegração dos seres pela União Divina.

Trabalhemos!

Muita Paz!

Animais

Animais, seres em construção
E nós? Apenas seus irmãos
Se na dor, todos somos iguais
Por que, então, maltratar os animais?

A natureza é perfeita
Sendo obra de Deus
E porque, não se respeita
Todos os filhos seus?
Sofre o bicho, sofre o homem

Sofre Jesus, Nosso Senhor
Ao ver que se consomem
Esquecendo-se do amor

É necessário aprender
A cuidar, honrar e amar
Para nunca ver sofrer
O boi, o cão, o muar

A tarefa é de todos
Sem nenhuma exceção
Para vivermos celestes gozos
No mundo da Regeneração


Um amigo em Cristo

Alegrai-vos

Alegrai-vos porque a Boa Nova chegou.

Alegrai-vos porque o Mestre voltou.

Alegrai-vos porque o Reino de Deus está próximo.

Mas, no entanto, onde a alegria que devia reinar nos rostos e corações, onde
a felicidade do encontro com o Mestre bem-amado?

Pois que a trave contida em vossos olhos vos impedis de enxergar o que há
dois mil anos está posto.

A Boa Nova, o Evangelho de Jesus, que não foi escrito por suas augustas
mãos, mas sim pelas dos evangelistas operosos, pois que o Mestre não
necessitava ditar uma linha sequer, permanece hoje, ecoando em nossos
corações, mas também no papel àqueles que precisam tocá-lo, esperando
para ser vivido por vós, posto em prática e anunciado a toda gente.

Mestre voltou, porque hoje sabemos que Ele habita em cada um e que, na
verdade, nunca fora embora. Apenas a carne já não vive. E se o temos como
irmão e guia porque dispensamos a Ele e a nós mesmos tratamento
distanciado, como se fora Jesus, um ser que habita uma esfera longínqua e
não conhece nossas aflições e até alegrias? Sim, porque nas aflições, não
cremos que Ele nos aliviará e nas alegrias, nos esquecemos de agradecer.
Entretanto, Sua presença é constante, perene em nossas vidas.

O Reino de Deus está próximo, porque essa viagem é interior, já que está
dentro de nós. O Reino de Deus não é um lugar distante para onde teremos
que rumar a passos incertos, mas é o lugar, onde no fundo do nosso coração,
Jesus nos encaminhará para enxergarmos e aprendermos a vivenciar a
pureza e grandeza desse Universo de amor.

Contudo, o que vemos, muitas vezes, são as bocas a falarem do Evangelho do
Cristo e seu Reino de paz, sem, todavia, entronizar as palavras ao campo
íntimo, fazendo ver o sentimento que deve nos mover é o da suprema
alegria. Alegria por conhecermos o Mestre e as boas notícias que Dele vêm,
porque a pureza de Seu Espírito e notícias boas, só podem ser, em qualquer
canto da galáxia, motivo de alegria e glória.

Glória a Deus hoje e sempre com o amor a transbordar de todos os
corações.

Buscar Jesus

Quantas voltas cabem no vento?
Quanta amargura cabe na dor?
Quantas horas cabem no tempo?
Que espera o retorno do amor?

A vida é tão passageira
Mas às vezes se faz mais lenta
Cheia de alegrias, tão prazenteira
Mas também tem suas arengas

Precisamos aprender
A sorrir, a dançar, a cantar
Não é preciso sofrer
Para o céu alcançar

Precisa dedicação
Esforço e trabalho
Não é com descanso, não
E nessa estrada não tem atalho

Somos todos tarefeiros
Estamos em busca de luz
Caminhando sobranceiros
Para encontrar Jesus

Prontidão

Estar de prontidão é estar a postos quando o serviço chamar. Somos
requisitados todo o tempo para trabalhar na Obra do Cristo e, no entanto,
as recusas são constantes a pretexto de não se estar pronto. Quem deseja
servir, apenas serve. Aprendizado decorre do tempo de serviço. Não pode
haver aprendizado sem trabalho. Muitas vezes, o candidato ao serviço de
Jesus pensa que deve frequentar as cátedras dos cursos e ensinamentos
teóricos por muitos e muitos anos, mas na prática desconhece o valor do
serviço.


Não quero com isso dizer que não devamos nos instruir. Ao contrário, é
importantíssimo adquirir conhecimento. No entanto, o mesmo não pode vir
sem a prática no Bem. Essa prática é o que fará com que consolidemos tudo
o que foi aprendido no banco escolar das nossas casas espíritas.


Vejamos um exemplo: Imaginemos um aluno na escola. Ele apenas estuda.
Passa anos a fio colhendo informações e conhecimentos que, só mais tarde,
ao ingressar as academias do ensino superior, quase ao fim do curso, iniciará
o período de estágios que toda carreira demanda. Pensemos, porém, que um
aluno em tenra idade, meninote pelos sete ou oito anos, ao ter uma aula de
matemática tivesse que ajudar na cozinha da escola ou da própria residência
como tarefa de casa. Ali, ele aprenderia, certamente, muito mais do que a
assimilação dos conteúdos pedagógicos, mas aprenderia o valor do serviço.
Normalmente, há uma desvalorização do trabalho em prol unicamente do
estudo, quando ambos deveriam caminhar juntos.


Não somos mais que aprendizes, todos nós. Não há nada que nos diferencie e
neste comenos não é possível deixar de fora o trabalho, que é o que
verdadeiramente irá nos enobrecer a alma a pouco e pouco. Cada um dando
aquilo que consegue, mas que nenhum de nós se coloque na posição de apenas
receber, pois que arcaremos com duras reprimendas posteriores, advindas
da nossa própria consciência.


O trabalho é divino. Portanto, se pretendemos caminhar para a angelitude,
que é o fim último antes da grande volta, só o conseguiremos pelo incessante
trabalho no Bem.


Estejamos de prontidão.


Muita luz!

Ao Nosso Mestre Jesus toda honra e toda glória

Ao Nosso Mestre Jesus toda honra e toda glória.

A Nós, seus tutelados, o desejo sincero de que sejamos espelhos fiéis de sua imagem de doce brandura e energia incansável no bem.

Que tenhamos sempre bom ânimo para a tarefa que escolhemos.

O caminho é longo, mas os frutos compensarão todo e qualquer esforço, se mantivermos os bons propósitos.

Bênçãos dos céus em todos os corações presentes nesta noite de paz.

Louvor ao Mestre Jesus

Jesus, magnânimo amigo, como agradecer todas as dádivas que nos concedes nesse Universo Infinito? Como não nos prostrar junto de Ti, a contemplarmos Tua Infinita beleza? Como não estarmos genuflexos diante de Tua Bondade incomparável?

Ó, Mestre! Fazei de nós teus servos fiéis para toda a Eternidade!

Que a Tua luz brilhe na vida de todos os irmãos em humanidade.

Graças sempre, por tudo que criaste e pelo tanto que nos ama!

Saudação

Caros irmãos! Aqui estamos recebendo as bênçãos que estão sendo bafejadas sobre todos os encarnados presentes.

Somos gratos pela oportunidade de presenciar tão belo cenário.

Esperamos e temos a certeza de que esta casa de caridade está caminhando para um florescer, na busca do auxílio indistinto a qualquer irmão que venha solicitar ajuda.

Esperamos que essa busca não desvaneça.

Temos a certeza de que os obstáculos serão superados com dignidade e perseverança, pois a fraternidade e o amor incondicional estarão sempre presentes em cada coração dos componentes dessa agremiação espírita.

Agradecemos à oportunidade que nos foi dada, esperando nos ser agraciado com tão grande aprendizado, outras vezes.

Que Deus, nosso pai esteja sempre presente nos corações de todos os participantes dessa reunião.

« Older posts

© 2019 Servidores de Jesus

Theme by Anders NorenUp ↑